o que quero?

Por vezes pode saber que tem um problema, mas não sabe a solução. Ou até mesmo pode saber o que quer mas, na realidade, não sabe em concreto do que precisa. Nesta página vai encontrar diversos tipos de perguntas e problemas frequentes, de maneira a ajudá-lo a perceber quais são as soluções disponíveis para o que quer.

Não é recomendado, porque os pavimentos ESD são pisos dissipativos ou condutivos, projetados para uso em áreas onde componentes ou indivíduos precisam ser protegidos contra o risco de descarga eletrostática que pode danificar componentes sensíveis, por exemplo na industria de eletrónica. Mesmo aplicando um pavimento ESD e os operadores tendo sapatos condutivos para não gerarem eletricidade estática, os plásticos irão ficar carregados de eletricidade estática só pelo movimentos das peças.

As peças de plástico são isolantes na maior parte das vezes (porque existe plástico condutivo), e por isso não conduz eletricidade, a única maneira de retirar eletricidade estática de um material isolante é através de equipamentos de neutralização de eletricidade estática, ex.: barras antiestáticas, ventiladores de ar ionizado – ver produtos de soluções industriais ou a página de ionização.

Um problema muito comum é quando as pessoas recebem choques ao trabalhar perto de objetos que carregam uma alta carga eletrostática. Os problemas ocorrem quando os operadores da máquina se aproximam de materiais altamente carregados. Uma faísca direta pode saltar do objeto para a pessoa, o que é desagradável e às vezes perigoso. A pessoa também pode ficar carregada ficando perto do objeto carregado. Uma faísca ocorrerá apenas quando a pessoa se aproximar de uma superfície de metal aterrada. 

Solução: Em ambos os casos, a solução não está relacionada com a pessoa. A solução para interromper os choques estáticos é evitar que uma alta carga estática se acumule no objeto. As cargas estáticas devem ser reduzidas ao instalar dispositivos antiestáticos na última fase do processo, onde a pessoa recebe um choque ou fica carregada. Na maioria dos casos, isso resolverá o problema. Ocasionalmente, a geração de carga é tão alta que o objeto precisa ser descarregado noutros pontos ao longo do processo de produção. O equipamento antiestático no último estágio irá então reduzir a carga restante a um nível seguro. Produtos usados nesta aplicação: ThunderION

Sim pode. O acúmulo de cargas estáticas em objetos não condutores pode criar enormes forças de adesão e causar o que é conhecido como aderência estática. Essa força eletrostática faz com que os materiais se colem ou se repelem em locais diferentes do processo de produção. Exemplos de aderência estática:

  • Filme plástico agarra-se ao rolo e interrompe a tensão de produção ou cria um desvio na orientação
  • Pequenas peças perfuradas juntam-se
  • A aderência de um filme plástico pode impedir o seu desenrolar
  • Os sacos não abrem porque as camadas estão “coladas”

Exemplos em que a estática repele:

  • A estática faz com que os fios têxteis se repelem e o seu espaçamento se torne irregular
  • Pequenas peças moldadas por injeção saem da caixa

Solução: Colocar dispositivos antiestáticos em posições estratégicas no processo ajudará a reduzir a carga estática e eliminar o problema. Dependendo do processo, vários eliminadores de estática industriais estão disponíveis para superfícies planas, objetos, baixa velocidade, alta velocidade e com suporte de ar adicional como ionizadores. Outro usado nesta aplicação: Flat Nozzle

Problema: A eletricidade estática cria cargas estáticas num material que, por sua vez, pode acumular-se ao longo do processo. Por exemplo, o atrito entre rolos de filme, cria cargas que podem chegar a vários kilovolts. Cada novo atrito acumula mais eletricidade estática e as cargas podem ficar muito altas rapidamente. Contudo, cargas acima de 100 kV não são incomuns. Quando uma carga estática excede um determinado nível, podem ocorrer descargas espontâneas e faíscas, causando danos no material ou nos equipamento eletrónico que se encontrem nas proximidades.

Solução: Coloque barras antiestáticas antes do rolo inativo. Na maioria dos casos, as cargas estáticas são muito altas para serem eliminadas num só estágio de barras antiestáticas. Serão necessárias barras antiestáticas adicionais para controlar a carga estática do início ao fim do processo. Produtos usados nesta aplicação: Performax Easy

Problema: A eletricidade estática cria cargas estáticas num material que, por sua vez, podem acumular-se ao longo do processo. Por exemplo, o atrito entre rolos de filme, cria cargas que podem chegar a vários kilovolts. Cada novo atrito acumula mais eletricidade estática e as cargas podem ficar muito altas rapidamente. A eletricidade estática pode acumular cargas altas num material durante muitos processos e em diferentes ambientes. O atrito entre os rolos de filme cria uma carga que se pode tornar muito alta e que,  quando a eletricidade estática não é eliminada a tempo, é provável que ocorra uma descarga da estática. Estas descargas podem criar incêndios, especialmente em áreas com alto risco de inflamação, onde há gases inflamáveis disponíveis para ignição. Isto porque a faísca gerada pela eletricidade estática pode causar uma explosão. 

Solução: Em caso de explosão em zona insegura ou perigosa (com solventes em misturas inflamáveis), é muito importante manter o nível estático abaixo de 3000 V para evitar faíscas e descargas espontâneas. Barras antiestáticas ou eliminadores de estática devem ser colocados em várias etapas do processo para manter o nível abaixo de 3000 V. Produtos usados nesta aplicação: P-Sh-N-Ex ou Performax Easy EX especialmente para uso em zonas AT (EX).

Problema: a eletricidade estática pode acumular-se ao longo de todo o processo produtivo. O atrito entre rolos de filme cria cargas que se podem tornar muito altas, na medida em que cada novo atrito acumula novas cargas – por exemplo, cargas acima de 100 kV não são incomuns. Por sua vez, a carga estática num material atrairá partículas do ambiente, como poeiras, contaminantes aéreos ou até mesmo pequenas moscas. Na maioria dos casos, isso é indesejado e deve ser evitado.

Atenção: Deve ser tomado um cuidado especial quando filmes passam perto do chão, porque aí atração de poeira é mais que provável.

Solução: Coloque equipamentos antiestáticos em vários locais estratégicos do seu processo produtivo. Equipamento usado nesta aplicação: P-Sh-N-Ex, P-Sh-N

O acúmulo de cargas estáticas em objetos não condutores pode criar enormes forças de adesão e causar o que é conhecido como aderência estática.  É comum filme de plástico agarrarem-se ao rolo e interromperem a tensão, encravarem a produção ou até mesmo criarem um desvio na orientação. A aderência de um filme através da estática também pode impedir o seu desenrolar.

Solução: Colocar dispositivos antiestáticos em posições estratégicas no processo ajudará a reduzir a carga estática e eliminar o problema. Dependendo do processo, vários eliminadores de estática industriais estão disponíveis para superfícies planas, objetos, baixa velocidade, alta velocidade e com suporte de ar adicional como ionizadores. Outro usado nesta aplicação: Flat Nozzle

Podemos tentar desmistificar todo o mistério que revolve à volta deste papão que é a Descarga Electrostática (ESD) sumarizando de maneira concisa o que é preciso fazer:

1. Ligue tudo o que é possível de se ligar à Terra (condutores, corpo humano, etc). Com tudo assim ao mesmo potencial, quando estes objectos se tocam, não há transferência de energia. Ao eliminarmos as causas da carga electrostática, estamos simultaneamente a anular o seu efeito e este é a Descarga Electrostática (ESD).

2. Trabalhe sobre uma superfície dissipativa de estática, devidamente ligada à Terra.

3. Elimine todos os materiais geradores de estática da superfície de trabalho ou considere Ionização.

4. Utilize embalagens dedicadas para o acondicionamento ou transporte de equipamentos que incorporam módulos sensíveis.

5. Receba formação ESD.

Condutivo: é um condutor com uma resistência de superfície até 100,000 Ohms. A sua condutividade é-lhe dada pela adição de Preto de Carbono no material base, que pode ser, Polietileno aquando o fabrico de sacos ou Polipropileno na injecção de contentores ou caixas condutivas.

Antiestático: é o nome que se dá a  muita coisa que não é antiestática. Por exemplo, diz-se pulseira ou calçado antiestático. Todos estes produtos são efectivamente condutivos. Também se diz revestimento antiestático quando se quer dizer Dissipativo de Estática. A designação antiestático já não aparece na Norma IEC 61340.

Dissipativos de Estática: são todos os materiais que se situam com uma resistência de superfície entre ≥ 1 x 10E5 Ohms e < 1 x 10E11 Ohms. As suas características como dissipativos de estática são-lhes dadas pela adição de uma maior ou menos percentagem de aditivos antiestáticos. Estes materiais são muito utilizados no fabrico de tapetes de bancada e revestimentos de solo onde evitam a descarga brusca devido à sua alta resistividade, contudo a sua principal aplicação é no fabrico de embalagens.

Isolantes: são todos os materiais com uma resistência de superfície de ≥ 1 x 10E11 Ohms. E são estes que constituem a nossa principal preocupação.

EXponha as
suas dúvidas

Não hesite em contactar-nos para expor todas as suas dúvidas e questões. A nossa equipa de especialistas está 100% disponível para o ajudar.

agende uma visita 
do especialista

Nem sempre a origem nem o tipo de problema são claros e óbvios. Agende, sem compromisso, uma visita com um especialista da nossa equipa. Temos todo o prazer em ajudá-lo a encontrar uma solução

    descubra aqui
    as soluções que temos para si

    Áreas Protegidas ESD

    Proteja os seus produtos e previna danos causados pela Descarga Electrostática.

    Soluções Industriais

    Optimize o seu processo produtivo através da neutralização e da indução de electricidade estática.

    Descontaminação

    Soluções que previnem a contaminação dos seus produtos através do chão, do ar e até do próprio operador.

    inspecção óptica

    Simplifique e optimize todo o seu processo de inspecção óptica, através do nossos microscópios especiais. 

    ar comprimido

    Optimize a produtividade, a segurança e a eficiência através das soluções de ar comprimido.